Sobre o Projeto

A Gente Transforma é um projeto que usa o design para expor a alma brasileira, um mergulho na cultura dos povos que formam o nosso país. É um resgate de histórias do passado para recriar o presente e construir o futuro sob novas bases, livre e sustentável. O projeto é uma criação coletiva, que envolve muitas mentes e almas, cheias de fé, esperança e criatividade. À comunidade de Várzea Queimada, um especial obrigado porque nos ajudou a chegar até aqui. “A Gente Transforma” virou realidade e carrega na sua história um pouco de cada um.

“Uma das coisas que mais me encanta no artesanato é a forma como ele representa uma resistência à sobrevivência da cultura, da tradição, a conexão das pessoas com sua ancestralidade, uma forma de honrar seus antepassados.

É uma luta silenciosa pela liberdade, pelo direito de se manter com dignidade na terra natal, respeitando todos os elementos da natureza. Uma luta silenciosa feita através da paciência e da beleza.

Por esses motivos, meu coração se enche de alegria quando coloco meu dom e talento a serviço do trabalho junto com os artesãos, na conquista daquilo que ainda existe dentro do coração das pessoas que vivem resistindo, e mantendo sua cultura.”  

                                                                                                                          (Marcelo Rosenbaum)

Em 2011, fomos a Várzea Queimada pela primeira vez, para selecionar uma entre 10 comunidades pré-selecionadas pelo SEBRAE Piauí, e com ela iniciar um projeto. Nossa ideia, apoiada pelo SEBRAE, era desenvolver um trabalho com uma comunidade que tivesse vocação para artesanato. Queríamos descobrir, através do artesanato, os valores essenciais daquela comunidade para que ela se apropriasse da sua memória cultural, adquirindo liberdade para mudar a sua própria realidade. 

Desde 2011, realizamos muitos projetos com Várzea Queimada, vários deles relacionados ao desenvolvimento de produtos de design feitos à mão, que iniciou com a Coleção Toca de Palha e Borracha, Coleção Toca de Luz, exposições e desmembramentos, como produtos exclusivos para o Clube de Colecionadores do MAM SP. Desenvolvemos projetos culturais, como o livro e documentário Várzea Queimada Espirito Matéria e Inspiração, viabilizado pela Lei Rouanet. Estamos desenvolvendo novos projetos relacionados ao manejo da floresta de carnaúba, sistemas agroflorestais para subsistência e acesso a mercado.

Várzea Queimada é considerada um dos lugares com menor índice de desenvolvimento humano no país, sofre com a falta de água e está em processo de desertificação. Várzea Queimada não tem saneamento básico ou água encanada, e sofre com a evasão de pessoas pois faltam oportunidades. O Instituto A Gente Transforma questiona a métrica do IDH, e afirma que Várzea Queimada é um dos lugares com maior índice de desenvolvimento humano, com base em valores de resistência, sabedoria e compartilhamento de recursos entre os membros da comunidade.

Com Várzea Queimada, nós nos transformamos.

 
 
 

Localização

No sertão, nos lugares muito secos, as histórias são como as flores do mandacaru. Quando ele flora, é sinal de que a chuva chega no sertão. A vida aparece, depois de meses e meses de seca.

As histórias do sertão sempre estiveram ali. Mas como as flores precisam de água, as histórias, para viver, precisam ser contadas.

Uma vez, há muitos e muitos anos, junto com a chuva, nasceu no sertão um amor proibido. João Barbosa, fazendeiro, se apaixonou por Maricó, cozinheira. Desse amor proibido nasceu uma história. Dessa história, nasceu um lugar.
Várzea Queimada, no interior do Piauí, no coração do semiárido. Vivem aqui 900 pessoas, todos parentes entre si, todos filhos de um amor que nasceu a muitos e muitos anos.

Uma história que estava esquecida no tempo. A história de um povo forte, corajoso e criativo. Um povo que guarda saberes muito antigos. Técnicas de artesanato que sobreviveram aos séculos e que agora renascem. Como as flores do mandacaru renascem regadas pela água, Várzea Queimada renasce regada por um sonho e pela vontade de transformar.

Em Várzea Queimada, numa igreja sem padres, os artesãos constroem milagres com as próprias mãos. O A Gente Transforma é um mergulho na alma e na cultura dos povos que formam o Brasil e usa o design para expor a alma brasileira.

(Marques Casara)

 

Tecnologia Social

Nosso trabalho com a comunidade de Várzea Queimada iniciou-se a partir da criação e produção de uma coleção de objetos, a Toca de Palha e Borracha, que atingiu o mercado por sua beleza e pela potente voz que os produtos ganharam, se tornando os contadores de histórias sobre as pessoas e o seu lugar.

Em Várzea Queimada, provocamos e assistimos a conexão das pessoas com sua ancestralidade. Somos facilitadores de um processo construção de identidade. O nosso objetivo é desenvolver projetos que promovam a autonomia da comunidade, através de oportunidades de conectar diferentes setores da sociedade, nos desenvolvendo também como organização.

Várzea Queimada conquistou relevância como polo cultural, e passou a fazer parte do roteiro de turismo cultural na rota Chapa do Araripe, no projeto que candidata a Chapada do Araripe como patrimônio da humanidade pela UNESCO

O A Gente Transforma está junto Várzea Queimada a frente de uma articulação com o Governo do Estado para disponibilizar um melhor acesso à comunidade e a distribuição de água. Uma nova via expressa asfaltada foi construída diminuído o isolamento local e o tempo de estrada e facilitando o escoamento de mercadorias. A água chegou através da perfuração de 3 poços artesianos que abastecem a caixa d´agua que atende à todo o povoado.

A metodologia do Design Essencial, tem sido utilizada para criar estratégias de superação dos fatores que mantem Várzea Queimada num ciclo de pobreza e exclusão: a falta de trabalho, a desertificação do meio ambiente, o difícil acesso à comunidade, o êxodo rural e a desvalorização do conhecimento tradicional.

Compartilhar